Eduarda Lapa, a Pintora das Flores, na Toponímia de Cascais.

 

Eduarda Lapa, foi a primeira mulher a fazer parte da Direcção da Sociedade de Belas Artes de Lisboa, está na Toponímia de Cascais, por proposta minha (27).

Cascais 0010Maria EDUARDA LAPA de Sousa Caldeira, Pintora, nasceu em Trancoso, a 15-11-1896, e faleceu em Lisboa, a 09-09-1976. Após ter frequentado o Liceu de Coimbra, foi estudar Pintura para Paris (França). Nesta Cidade, frequentou as Acadmeias de Emílio Renard, Chaumière e Moderne. Em Portugal foi discípula de Artur Loureiro, Emília Santos Braga e Armando de Lucena.

Participou em exposições colectivas da Sociedade Nacional de Belas Artes de Lisboa, realizando, também, certames individuais naquela mesma Sociedade, no Porto e no Brasil.

Especializou-se em naturezas-mortas e, principalmente, de flores, sendo considerada uma das melhores pintoras neste género. Dedicou-se, também, com êxito, à paisagem e à marinha.

Fez-se representar nas Exposições de Sevilha (1952); de Lourenço Marques (1955); de trinta anos de Cultura Portuguesa, no SNI. Deve-se-lhe, ainda, a organização das primeiras exposições: Feminina (1942); Arte Naturalista Portuguesa (1944); e Bibliográfica de Artistas Plásticos (1946).

Foi, também, a primeira mulher a integrar a Direcção da Sociedade de Belas-Artes de Lisboa.

Execelente na técnica da pintura a óleo e pastel, distinguiu-se como intérprete das flores, cuja frescura e intenso colorido sabia traduzir com brilho, e das paisagens rústicas, em especial dos seus trechos ribeirinhos.

Figuram trabalhos seus nas Câmaras Municipais de Ponta Delgada e do Porto, e está representada nos Museus de Arte Contemporânea, de Lisboa, Grão Vasco, de Viseu, de Aveiro, Guarda e Bragança.

Obteve, da Sociedade Nacional de Belas Artes, além das primeiras Medalhas, as Medalhas de Honra em pastel (1948) e em Pintura a Óleo (1954), e também a Medalha de Honra, do Município de Lisboa. Foi agraciada em 1950, como o Colar de Oficial da Ordem de Sant’Iago.

O seu nome faz parte da Toponímia de: Almada (Freguesia da Charneca de Caparica); Cascais (Freguesias de Cascais e Estoril); Lisboa; Lourinhã; Seixal (Freguesia de Corroios); Sesimbra; Tavira; Trancoso.

Nota: No concelho de Sintra, na Freguesia de Rio de Mouro, a Rua Eduarda Lapa, foi substituída por Rua Henrique Maria Lopes.

Fonte: “Quem É Quem, Portugueses Célebres”, (Círculo de Leitores, Coordenação de Leonel de Oliveira, Edição de 2008, Pág. 291)

Fonte: “Dicionário de Mulheres Célebres”, (de Américo Lopes de Oliveira, Editado por Lello & Irmão Editores, Edição de 1981, Pág. 668)

Anúncios

No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: