O Escritor Vergílio Ferreira, se fosse vivo, faria hoje 100 anos

 

Vergílio Ferreira, um dos maiores Escritores portugueses de todos os tempos, para mim, que gosto muito das suas obras, foi, mesmo, o maior, depois de Eça de Queirós.

Vergílio FerreiraVERGÍLIO António FERREIRA, Escritor e Professor, nasceu na Freguesia de Melo (Gouveia), a 28-01-1916, e faleceu em Lisboa a 02-03-1996. Filho de António Augusto Ferreira e de Josefa de Oliveira. Passou a maior parte da sua infância com as tias maternas, devido á emigração dos pais para os Estados Unidos. Aos dez anos de idade ingressou no Seminário do Fundão, que abandonou em 1932, tempo cuja má recordação, segundo o próprio, só se desfez após a escrita cartártica de »Manhã Submersa« (1954).

Depois de deixar o Seminário, acabou o Curso Liceal no Liceu da Guarda e entrou, em 1936, para a Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, onde se formou em Filologia Clássica, em 1940. Dedicou-se inicialmente á poesia, que, embora nunca tenha publicado, nunca abandonou, como o prova o lirismo da sua prosa. Em 1939, escreveu o seu primeiro romance, »O Caminho Fica Longe«, que publicou quatro anos mais tarde.

Depois de ter concluído o estágio no Liceu Dom João II, em Coimbra, leccionou, até 1981, em diversos Liceus do País: Faro (1942), Bragança (1944), Évora (1945-1959), cidade que deixou profundas marcas em vários romances, nomeadamente em »Aparição« (1959), e Lisboa, no Liceu Luís de Camões (a partir de 1959). Inicialmente ligado ao Neo-Realismo, acabou por se desligar deste movimento literário, evoluindo a sua obra no sentido de uma temática existencialista e de um humanismo trágico. A sua obra é atravessada por uma constante reflexão sobre a condição humana, um constante registo das grandes interrogações do Homem, da procura de sentido para as razões essenciais da vida e da morte. Esta orientação foi seguida a partir do romance »Mudança» (1950), ficando definitivamente associada ás obras seguintes do escritor. A par desta interrogação filosófica sobre o destino do homem, os textos de Vergílio Ferreira, nomeadamente os ensaios, traduzem também uma reflexão sobre os problemas da arte e da civilização europeias. No entanto, na sua obra, os aspectos ensaísticos estão também frequentemente implicados nos romances. Considerado um dos grandes escritores portugueses do século XX, Vergílio Ferreira manteve-se á margem de polémicas estritamente políticas e de grupos literários, o que lhe valeu algumas críticas por parte de outros nomes do mundo cultural português.

Vergílio Ferreira publicou as obras de ficção, O Caminho Fica Longe, (1943); Onde Tudo Foi Morrendo, (1934); Vagão J, (1946); Mudança, (1950); A Face Sangrenta, (1953); Manhã Submersa, (1954, obra adaptada ao cinema por Lauro António); Aparição, (1959, Prémio Camilo Castelo Branco); Cântico Final, (1960); Estrela Polar, (1962); Apelo da Noite, (1963); Alegria Breve, (1965, Prémio da Casa da Imprensa); Nítido Nulo, (1971); Apenas Homens, (1972); Rápida a Sombra, (1975); Contos, (1979); Para Sempre, (1983); Uma Esplanada Sobre o Mar, (1986); Até ao Fim, (1987, Grande Prémio de Novela e Romance da Associação Portuguesa de Escritores); Em Nome da Terra«, (1990); Na Tua Face, (1993, Grande Prémio de Novela e Romance da APE); e, já após a sua morte, Cartas a Sandra, (1996). É também autor dos ensaios: Terá Camões Lido Platão ?, (1942); Sobre o Humorismo de Eça de Queirós, (1943); Do Mundo Original, (1957); Carta ao Futuro, (1958); Da Fenomenologia a Sartre, (1962); André Malraux, Interrogação ao Destino, (1963); Espaço do Invisível I, (1965); Invocação ao Meu Corpo, (1969); Espaço do Ínvisível II, (1976); Espaço do Invisível III, (1977); Um Escritor Apresenta-se, (1981); Espaço do Invisível IV, (1987); e Arte Tempo, (1988); e dos diários: Conta-Corrente I, (1980); Conta-Corrente II, (1981); Conta-Corrente III, (1983); Conta-Corrente IV, (1986); Conta-Corrente V, (1987); Pensar, (1992); Conta-Corrente Nova Série I, (1993); Conta-Corrente Nova Série II, (1993); Conta-Corrente Nova Série III, (1994); Conta-Corrente Nova Série IV, (1994). Foram-lhe atribuídos, entre outros, o Prémio do Centro Português da Associação Internacional de Críticos Literários (1985, pelo conjunto da sua obra), o Prémio Femina (1990), o Prémio Europália (1991), e o Prémio Camões (1992). Várias das suas obras foram adaptadas ao cinema, além de Manhã Submersa, já mencionada, Cântico Final e os contos O Encontro, A Estrela e a Mãe Genoveva. Algumas das suas obras encontram-se traduzidas em várias línguas.

O seu nome faz parte da Toponímia de: Alcochete (Freguesia de São Francisco), Amadora, Caminha (Freguesia de Vila Praia de Âncora), Cascais (Freguesias de Alcabideche e São Domingos de Rana), Celorico da Beira, Évora, Fafe, Faro, Gouveia, Guarda, Lagos (Freguesia da Luz), Lisboa (Freguesia de Marvila), Loures (Freguesia de Santo António dos Cavaleiros), Mangualde, Marinha Grande, Montemor-o-Novo, Odivelas (Freguesia de Caneças), Oeiras (Freguesia de Barcarena *), Oliveira do Hospital (Freguesias de Oliveira do Hospital e São Paio de Gramaços), Palmela, Pombal, Seixal (Freguesia de Corroios), Sesimbra, Setúbal, Sintra (Freguesias de Santa Maria e São Miguel, São João das Lampas, São Martinho), Valongo (Freguesia de Ermesinde), Vila Franca de Xira (Fregusias de Póvoa de Santa Iria e Vialonga), Vila Nova da Barquinha, Vila Nova de Gaia.

Fonte: “Dicionário Cronológico de Autores Portugueses”, (Vol. IV, Publicações Europa América)

Fonte: “Grande Enciclopédia Portuguesa e Brasileira” (Volume 11, Pág. 181)

Fonte: “Dicionário de Autores da Beira-Serra”, (de João Alves das Neves, Editora Dinalivro, 1ª Edição, Novembro de 2008, Pág. 109).

Fonte: “Quem É Quem, Portugueses Célebres”, (Círculo de Leitores, Coordenação de Leonel de Oliveira, Edição de 2008, Pág. 217 e 218).

Anúncios

No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: