Jorge Campinos, um Político, na Toponímia de Lisboa

 

Jorge Campinos, um Político muito importante para a nossa jovem democracia, foi pena que tivesse partido tão cedo, aqui ficam alguns dados biográficos. Está na Toponímia de Lisboa, por proposta minha (33)

 

Lumiar 1343Joaquim JORGE de Pinho CAMPINOS, Político e Professor, nasceu no Lobito (Angola), a 30-06-1937, e faleceu, vítima de acidente de aviação, em Moçambique, a 30-07-1993.

Terminados os Estudos Secundários no Liceu de Sá da Bandeira, em Angola, ingressa na Faculdade de Direito de Lisboa. Dirigente da Casa dos Estudantes do Império 81959-1960), militante do MPLA, exila-se, primeiro em Marrocos e depois em Poitiers, onde conclui os Cursos de Direito (1966) e de Ciências Políticas (1968). Doutorado e Professor de Direito nessa Universidade, coordena ainda vários cursos de Sistemas Políticos Comparados e de Direito Internacional Público, nas Universidades de Poitiers, Tours, Limoges e na Sorbonne.

Adere à Acção Socilalista e vem a ser um dos fundadores do Partido Socialista em Bad Munstereifel, na Alemanha, em Abril de 1973.

Na sequência do 25 de Abril de 1974 e sempre em contacto com Mário Soares, regressa a Portugal em Maio. No Partido Socialista, além de membro da Comissão Nacional (1976 a 1979 e de 1981 a 1986) e da Comissão Política do PS (1981-1986), integrou o Secretariado Nacional e foi membro do Secretariado Nacional para a Organização. Presidiu à Fundação Antero de Quental. Foi Secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros do II Governo Provisório, no III Governo Provisório e do IV Governo Provisório; Ministro do Comércio Externo do VI Governo Provisório; Ministro sem Pasta do I Governo Constitucional. Enquanto Secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros integrou a delegação portuguesa nas negociações com o PAIGC em Londres e posteriormente em Argel para assegurar o cessar fogo e a paz na Guiné, tendo participado nas negociações de Alvor.

Foi Deputado à Assembleia Constituinte, à Assembleia da República e ao Parlamento Europeu, onde desempenhou a função de Presidente da Comissão dos Assuntos Sociais e do Emprego (Janeiro de 1986).

Foi ainda membro da Comissão Constitucional (Julho de 1979 a Fevereiro de 1981), Juiz Conselheiro do Tribunal Constitucional (Nov de 1982 a Ago de 1985), membro da Comissão Europeia dos Direitos do Homem no Conselho da Europa (Maio de 1984 a Junho de 1990) e Director do Serviço Jurídico do Parlamento Europeu. Em 1985 é nomeado Director do Centro Internacional e de Relações Internacionais da Academia de Direito Internacional de Haia.

O Professor Jorge Campinos, tinha as seguintes condecorações: Grã-Cruz da Ordem Grã-Cruz da Ordem Nacional do Cruzeiro do Sul, Brasil (24 Janeiro1975). Ordem Tudor Vladimirescu, Roménia (14 Junho1975). Cavaleiro da Legião de Honra, França (10 Maio 1988). Grã-Cruz da Ordem da Liberdade, a título póstumo (09 Junho 1994).

O seu nome faz parte da Toponímia de: Lisboa (Freguesia do Lumiar *).

Fonte: “Dicionário do 25 de Abril”; (Verde Fauna, Rubra Flor, de John Andrade, Editora Nova Arrancada, Sociedade Editora, S.A.. 1ª Edição, Setembro de 2002, Pág. 60).

Advertisements

No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: