Tribunais Políticos, Presos Políticos, para “Memória presente e futura”

Para “Memória presente e futura”,

 

ADOLFO CORREIA DA FONSECA, Médico e POlítico, nasceu na Freguesia de Vilar Torpim (Figueira de Castelo Rodrigo), a 17-03-1898,  e faleceu na Freguesia de Côja (Arganil), a 30-10-1967. Licenciou-se em Medicina em 1926, pela Universidade de Coimbra. Depois de exercer clínica no Tramagal, fixou-se em Côja, onde foi Médico durante quase três décadas.

As suas convicções políticas, contrárias ao Estado Novo, fazem com que seja preso em 09-03-1933 e julgado em 18-05-1934, em Peniche.

O seu nome faz parte da toponímia de: Arganil (Freguesia de Côja).

Fonte: “Tribunais Políticos: Tribunais Militares Especiais e Tribunais Plenários durante a Ditadura e o Estado Novo; de Fernando Rosas, Irene Flunser Pimentel, João Madeira, Luís Farinha e Maria Inácia Rezola, Edição do Círculo de Leitores, Colecção Temas e Debates, 1ª Edição, Abril de 2009, Pág. 295”.

Anúncios

No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: