Olof Palme, um Político Suéco,assassinado faz hoje 30 anos.

 

Olof Palme, um Político que foi sempre amigo de Portugal, com uma visão do Mundo completamente diferente dos Políticos Europeus actuais.

 

Olof PalmeSven OLOF Joachim PALME, Político, natural de Estocolmo (Suécia), nasceu a 30-01-1927 e foi assassinado a 28-02-1986. Membro do Partido Trabalhista Social-Democrata da Suécia e membro do Governo desde 1967.

A carreira política de Olof Palme foi uma consequência natural da sua enorme vontade de servir, da sua sensibilidade e coragem colocadas ao serviço dos outros. A “coisa” e a “causa” públicas assumiram, na sua vida, um lugar de primordial importância.

Depois de ter sido líder da União Nacional dos Estudantes Suecos, director da Liga de Estudos da Juventude Social Democrata e presidente do Partido, Palme foi Deputado, Ministro dos transportes e comunicações (1965) (foi o responsável pela obrigatoriedade de se conduzir pela direita, na Suécia), Ministro da Educação e Cultura (1967), e finalmente Primeiro Ministro da Suécia em dois períodos distintos: 1969/76 e 1982/86.

Primeiro-ministro (1969-1976 e 1982-1986), líder social-democrata sueco e dirigente da Internacional Socilaista (IS), foi dos políticos que mais contribuíram para a consolidação do sistema social do seu país, apontado como modelo pela esquerda não comunista.

Mesmo quando, entre 1976 e 1982 o seu partido ficou fora do Governo após 44 anos de poder, aproveitando o facto de desde cedo ter executado funções em actividades internacionais, Olof Palme foi chamado ao Concelho Nórdico para a Paz e Cooperação, foi enviado pela ONU para mediar o conflito entre o Irão e o Iraque, e assumiu a liderança da Comissão Independente para o Desenvolvimento e Segurança, com sede em Genéve.

Nos anos 70, a sua política externa pautou-se pelo apoio aos movimentos anticoloniais, incluíndo os das colónias portuguesas.

Foi assassinado ao sair de um cinema, em condições nunca esclarecidas. Olof Palme, amigo pessoal de Mário Soares, foi muito importante a sua intervenção na adesão de Portugal à, então, CEE.

Fonte: Grande Enciclopédia do Conhecimento”, (Volume 12, Pág. 2012)

Fonte: “Biosofia.net”

Anúncios

No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: