Fialho de Almeida, um Alentejano na Toponímia nacional.

 

Fialho de Almeida, faz hoje 105 anos que faleceu, Médico que praticamente nunca exerceu, ficou na História como Escritor, que faz falta redescobrir.

 

Fialho de AlmeidaJosé Valentim FIALHO DE ALMEIDA, , Escritor e Médico, nasceu em Vila de Frades (Vidigueira), a 07-05-1857, e faleceu em Cuba, a 04-03-1911. Filho de Valentim Pereira de Almeida, natural de Oleiros, Professor Primário, com quem aprendeu os primeiros rudimentos de educação, e de Maria da Conceição Fialho, natural de Vila de Frades.

Foi, em seguida, para Lisboa, onde, até aos 15 anos, estudou no Colégio Europeu. Foi, ainda em Lisboa foi praticante de Farmácia, tendo, com grandes dificuldades e muita força de vontade, concluído o curso de Medicina, formando-se  em 1875, que só esporadicamente veio a exercer em Cuba.

Em 1893 casou-se (ficou viúvo 10 meses depois), indo dedicar-se à lavoura no Alentejo após 10 anos de vida boémia na capital.

O mesmo desequilíbrio psicológico, associado a um constante ressentimento e a uma agressividade incontrolada, se projecta na sua obra impulsiva de crítico social. Há no seu comportamento certo plebeísmo de sentimentos expressos em atitudes excessivas e brutais que ele assume conscientemente, sem se importar com o efeito causado, contanto que chame as atenções. Foi um contista de mérito, como o mostram, entre outros, os seus “Contos”, de 1881 e “O País das Uvas”, de 1893, e sobretudo um panfletário. “Os Gatos” abrangem 6 volumes, constituindo o conjunto de peças literárias publicadas mensalmente de 1889 a 1894. A sua intervenção atempada e pertinente exprime-a num estilo caracterizado por um barroquismo contorcido e por uma turgidez verbal por vezes incontrolada a revelar falta de segurança e de gosto, a par de tentativas bem logradas de invenção e renovação de valores plásticos de linguagem.

Obras principais: contos: Contos, (1881); A Cidade do Vício, (1882); Lisboa Galante, (1890); O País das Uvas, (1893); prosa vária; Os Gatos, (1889-1894); Vida Irónica (jornal dum Vagabundo, 1892); À Esquina (jornal dum Vagabundo, 1903); Barbear, Pentear (Jornal dum Vagabundo, 1911); Saibam Quantos, (Cartas e artigos políticos, 1912); Estâncias d’Arte e Saudade, (1921); Aves Migradoras, (1922); Figuras de Destaque, (1924); Actores e Autores, (Impressões de Teatro, 1925); Vida Errante, (1925).

O seu nome faz parte da Toponímia de: Aljustrel, Almada (Freguesias de Almada e Charneca de Caparica), Alvito (Freguesia de Vila Nova da Baronia), Amadora, Barreiro, Beja, Braga, Caldas da Rainha, Cascais (Freguesias de Cascais e São Domingos de Rana), Castro Verde, Cuba, Entroncamento, Évora, Ferreira do Alentejo, Gondomar (Freguesia de Rio Tinto), Grândola, Lagos, Lisboa (Freguesia de São Sebastião da Pedreira, Edital de 12-03-1932), Maia, Mealhada (Freguesias da Mealhada e Pampilhosa), Montemor-o-Novo, Montijo, Oeiras (Freguesia de Queijas), Ovar, Palmela, Portalegre, Redondo, Santa Maria da Feira (Freguesia da Arrifana), Seixal (Freguesia de Corroios), Setúbal (Azeitão e Setúbal), Trofa, Valongo (Freguesia de Sobrado), Vidigueira (Freguesias da Vidigueira e Vila de Frades), Vila Nova de Gaia.

Fonte: “Dicionário Cronológico de Autores Portugueses”, (Vol. II, Publicações Europa América)

Fonte: “Médicos Nossos Conhecidos, de Ana Barradas e Manuela Soares, Editor: Mendifar, 2001, Pág. 46 e 47”

Fonte. “Grande Enciclopédia Portuguesa e Brasileira” (Volume 11, Pág. 250 e 251)

Fonte: “Quem É Quem”, (Portugueses Célebres, Círculo de Leitores, Edição de 2008, Pág. 30).

Anúncios

No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: