José Henriques Vareda, um português determinado que foi “hóspede” da PIDE.

Homens e Mulheres que pelos seus ideais, pela sua postura cívica e política, pelos seus combates, tiveram vínculos “obrigatórios” a Caxias, Peniche, etc.

 

 

José Henriques VaredaJOSÉ HENRIQUES VAREDA, Advogado e POlítico, natural da Marinha Grande, nasceu a 02-03-1927 e faleceu a 16-03-1989. Filho de gente humilde e trabalhadora, de quem herdou essa característica além da fidelidade à gente trabalhadora da sua terra. Na Escola Oindustrial da Marinha Grande tirou o Curso de Pintor de Vidros e depois fez o Curso Elementar do Comércio na Escola Comercial de Leiria. Empregou-se seguidamente no Escritório de uma empresa da Marinha Grande, trabalhou depois no pequeno estabelecimento comercial do pai e retomou os estudos, vindo a Licenciar-se em Direito.

Licenciou-se em Direito na faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, com 27 anos de idade, ao mesmo tempo que trabalhava como empregado de escritório. José Henriques Vareda foi um fiel opositor ao Regime Fascista de Salazar, tendo essa faceta originado a que fosse preso por duas vezes pela Ditadura (Aljube e Caxias).

Mesmo num ambiente hostil como o que se vivia naquela época, integrou movimentos de cariz anti-fascista em luta pela Liberdade. Pertenceu ao MUD Juvenil, ao Movimento Nacional Democrático, à CDE, ao MOD e ao MDP/CDE. Foi participante activo nas campanhas presidências de Norton de Matos e Humberto Delgado, e foi um dos principais membros da organização do 3.º Congresso da Oposição Democrática que se realizou em Aveiro em 1969. Foi ainda um dos principais obreiros da plataforma unitária CEUD/CDE que, em 1969, passou à história como Plataforma de S. Pedro de Moel. Em Abril de 1974, viu por fim o sonho tornar-se realidade com a queda do Regime Fascista e a instauração da Democracia no nosso País. Recusou diversos cargos políticos para os quais foi convidado, tendo optado por continuar com as suas tarefas pelo desenvolvimento da sua terra natal e da sua região. Foi Vereador da Cultura na Câmara Municipal da Marinha Grande entre 1976 e 1977, foi também um dos mais destacados membros da Assembleia Municipal entre 1986 e 1989. Grande dinamizador cultural do nosso concelho, foi um dos fundadores do Clube de Campismo Unidos. na Marinha Grande, em 1945 e foi várias vezes Presidente do Clube de Pesca e foi Presidente do extinto Grupo de Teatro Miguel Leitão em Leiria.

Foi um dos principais impulsionadores do Conselho das Colectividades da Marinha Grande, antes do 25 de Abril. De 1982 até 1989 foi Presidente do SOM . Sport Operário Marinhense, tendo sido o principal responsável pela sua profunda remodelação, transformando-o num espaço cultural e de convívio reconhecido a nível nacional. Fundou e dirigiu os jornais .Linha Geral. em Leiria e .O Correio. na Marinha Grande. Por toda a sua dedicação durante a sua vida ao concelho da Marinha Grande e às suas gentes, em especial à classe operária, entende-se justa e merecida a atribuição da Medalha Comemorativa dos 75 anos do 18 de Janeiro de 1934, a titulo póstumo, ao Dr. José Henriques Vareda.

O seu nome faz parte da Toponímia de: Leiria; Marinha Grande.

Fonte: “Reunião Ordinária da Câmara Municipal da Marinha Grande, realizada a 22-04-2009, Acta nº 09”

Fonte: “Candidatos da Oposição à Assembleia~Nacional do Estado Novo (1945-1973). Um Dicionário”, (de Mário Matos e Lemos, Luís Reis Torgal, Coordenador, Colecção Parlamento, Edição da Assembleia da República, 1ª Edição, Lisboa, Outubro de 2009, Pág. 287 e 288).

 

Anúncios

No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: