Manuel Teixeira Gomes, o Presidente que Salazar “obrigou” a falecer na Argélia.

 

Manuel Teixeira Gomes, nasceu faz hoje 156 anos,  foi Presidente da República, mais é conhecido como Escritor. Obrigado, pela ditadura, a viver exilado, faleceu na Argélia.

 

Manuel Teixeira GomesMANUEL TEIXEIRA GOMES, Político e Escritor, nasceu em Portimão, a 27-05-1860, e faleceu em Bougie  (Argélia), a 18-10-1941. Filho de José Libânio Gomes e de Maria da Glória Teixeira. Neto, pelo lado paterno, de um combatente de Waterloo, Manuel Gomes Xavier, Oficial do Exército napoleónico. Estudou em Portimão, no Colégio de S. Luís Gonzaga, até aos 10 anos de idade, em que transitou para o Seminário de Coimbra, onde fez aprofundados estudos clássicos e os preparatórios de Medicina. Não havia, porém, de completar este curso, preferindo à frequência regular das aulas uma descabelada boémia literária, a insistente leitura nas Bibliotecas e a descoberta de Museus e Monumentos.

Durante a sua juventude, conviveu com Escritores como João de Deus, Sampaio Bruno, Fialho de Almeida e António Patrício. Embora tentasse ainda os estudos universitários, acabou por se dedicar á actividade comercial na empresa familiar, o que acabou por lhe proporcionar inúmeras viagens fora do país.

Após a implantação da República, em 1910, tornou-se Diplomata. Foi nomeado Ministro de Portugal em Londres (1911-1918 e 1919-1923).

A sua carreira política culminou, em 1923, com o cargo de Presidente da República, que ocupou durante um período de dois anos. Resignou do cargo devido à impossibilidade de reconciliar os democratas.

Perante o quadro de efervescência política, social e militar, se nos lembrarmos das greves e das tentativas de tomada do poder, de que são exemplo os acontecimentos militares de 18 de Abril de 1925, Teixeira Gomes sentindo, por um lado, que as forças republicanas estão cada vez mais isoladas e desunidas, e, por outro, que não dispõe de poderes para poder intervir no quadro legal imposto pela Constituição, resigna do seu mandato, em 11 de Dezembro de 1925.

Em 17 de Dezembro, embarca no paquete grego Zeus, não regressando mais em vida a Portugal. Passou então a viver na Argélia, onde veio a falecer.

A obra de Teixeira Gomes, que se estendeu por vários géneros (ficção, crónica, pequenos textos aforísticos e anotações), reflecte de forma viva a sociedade da sua época, por vezes com intuitos de crítica social. Com aproximações ao Simbolismo, ao Decadentismo, a um certo Classicismo, a sua obra está marcada por um desejo epicurista de experiência e representação de aspectos sensorias, pelo sentido da fruição do prazer e da vida. Aproxima-se do esteticismo pela recusa da crueza realista, comprazendo-se no olhar irónico ou num certo lirismo impressionista. Assumindo uma postura aristocrática, Teixeira Gomes compraz-se em anotações eróticas, mantendo uma serenidade que tem as suas raízes na Antiguidade Clássica.

Entre as suas obras, contam-se: »Inventário de Junho« (1899), »Cartas sem Moral Nenhuma« (1903), »Agosto Azul« (1904), »Sabina Freire« (1905, teatro), »Gente Singular« (1909, contos), »Cartas a Columbano« (1932), »Novelas Eróticas« (1935), »Carnaval Literário« (1938), e »Maria Adelaide« (1938, novela).

O seu nome faz parte da Toponímia de: Albufeira; Almada; Amadora; Beja (Freguesia da Cabeça Gorda); Fafe (Freguesia de Regadas); Faro; Lagoa (Freguesia de Ferragudo); Lagos; Lisboa (Freguesia de Marvila); Loulé; Loures (Freguesia de Sacavém); Matosinhos (Freguesia de Custóias); Mirandela; Moita (Freguesia do Vale da Amoreira); Odivelas (Freguesia da Ramada); Oeiras (Freguesia de Carnaxide); Portimão; Santarém; Seixal (Freguesia da Amora); Silves (Freguesias de Algoz e São Bartolomeu de Messines); Tavira; Vendas Novas; Vila Nova de Famalicão; Vila Nova de Gaia.

Fonte: “Quem Foi Quem?, 200 Algarvios do Século XX”, (de Glória Maria Marreiros, Edições Colibri, 1ª Edição, Dezembro de 2000, Pág. 237, 238, 239 e 240)

Fonte: “Quem É Quem, Portugueses Célebres”, (Círculo de Leitores, Coordenação de Leonel de Oliveira, Edição de 2008, Pág. 255).

Advertisements

No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: