O Actor Carlos Otero, se fosse vivo, faria hoje 100 anos de idade.

 

Quantos serão os portugueses que saibam quem foi Carlos Otero? Carlos Otero foi um Actor português que a partir da década de 1950 fez carreira internacional, nomeadamente em Espanha.

 

No dia em que se comemoram 100 anos do seu nascimento, aqui ficam alguns traços biográficos.

 

Carlos OteroCARLOS dos Santos Pereira OTERO, , Actor, nasceu em Lisboa, a 30-05-1916, e faleceu em Ibiza (Espanha), a 13-06-1979. Começou por fazer teatro de amadores.

Estreou-se em Lobos da Serra, 1942, e depois de intervir em algumas películas luso-espanholas (Viela, 1947, Fuego, 1949, etc), fixou-se em espanha, radicando-se em Barcelona a partir de 1950. Interpretou mais de 30 filmes ao lado de artistas de renome internaiconal, como Sarita Montiel, Rafael e Raf Valone.

Participou também em algumas películas norte-americanas rodadas em Espanha. Actuou ainda na televisão espanhola.

Participou, entre outros, nos seguintes filmes e séries: Pátio das Cantigas (1942); Lobos da Serra (1942); Cais do Sodré (1946); Os Vizinhos do rés-do-chão (1947); Rua Sem Sol (1947); Fogo! (1949); ; Brigada Criminal (1950); Bajo el Cielo de Astúrias (1951); Dulce Nombre (1952); Almes en Peligro (1952); Persecución en Madrid (1952); La danza del corazón (1952); Mercado Prohibido (1952); La Montana sin ley (1953); Hay un camino a la derecha (1953); Fantasia Española (1953); La hija del mar (1953); El Presidio (1954); El Coyote (1955); El golfo que vio uma estrella (1955); Nunca es demasiado tarde (1956); A Justiça do Mascarado (1956); Veraneo en España (1956); La Melodia Misteriosa (1956); Tormento d’Amore (1956); Juanillo, papá y mamã (1957); Sendas Marcadas (1957); Mañana (1957); Distrito Quinto (1958); Sentencia contra una mujer (1960); Isola Bella (1961); Poly (1961); Maria Rosa (1965); Dolar de Fogo (1966); O Implacável Col de Gringo (1966); Quando Tu Não Estás (1966); Os Longos Dias da Vingança (1967); o Regresso de Um Ídolo (1968); Essa Mulher (1969); A Cólera de Trinity (1970); Pastel de Sangue (1971); Aborto Criminal (1973).

O seu nome faz parte da Toponímia de: Amadora (**); Seixal (Freguesia de Corroios).

Fonte: “O Grande Livro dos Portugueses”, (Círculo de Leitores, 1990, Pág. 389)

Fonte: “Quem É Quem, Portugueses Célebres”, (Círculo de Leitores, Coordenação de Leonel de Oliveira, Edição de 2008, Pág. 397).

Anúncios

No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: