“PAIS e FILHOS (à moda antiga); isto é: Pais também engloba Mães, Filhos e Filhas, na Toponímia”.

Félix Bermudes, um dos fundadores do Sport Lisboa e Benfica, e Cesina Bermudes, pioneira e divulgadora do primeiro método do parto sem dor; isto é: Pai e Filha na Toponímia de Lisboa.

 

Félix BermudesFÉLIX Redondo Adães BERMUDES, Escritor e Desportista, nasceu no Porto, a 04-07-1874, e faleceu em Lisboa, a 05-01-1960. Autor teatral, Foi um dos membros fundadores e Presidente da Sociedade de Escritores e Compositores Teatrais de 1927 a 1960.

Desportista  Dirigente Desportico, praticou vários desportos, fundador do Sport Lisboa e Benfica, sócio nº 5, e em 1906, com Cosme Damião evitou o desmoronamento do Clube, contribuindo com dinheiro próprio para o efeito.

Exerceu vários cargos diretivos, como vogal da Direção do Benfica a partir de 26 de fevereiro de 1909 e foi eleito Presidente deste Clube por 3 vezes: em 15 de julho de 1916, em 18 de julho de 1930 e em 18 de janeiro de 1945 (mas não tomou posse em 1930). Nos seus mandatos, o Benfica obteve 3 vitórias consecutivas no Campeonato de Lisboa (1915/16 a 1917/18) e, em 1945, sagrou-se Campeão Nacional para além de ter resolvido o problema da sede daAvenida Gomes Pereira, através da compra do edifício por 700 contos, a liquidar em 15 anos. Ainda no clube da Luz foi da sua autoria a sugestão para a bem conhecida divisa E Pluribus Unum e o autor da letra do primeiro Hino do Benfica, Avante, Avante p`lo Benfica, com música de Alves Coelho, composto por ocasião do 25 aniversário do Clube (1929) , que acabou censurado pelo Estado Novo em 1942.

Foi, com Ernesto Rodrigues e João Bastos, um dos componentes da «Parceia» a que, entre outras peças de grande êxito, se deveram as comédias O Conde-Barão, (1918); O Amigo de Peniche, (1920) e O Leão da Estrela, (1925) e a opereta O João Ratão, (1920). Diplomou-se no Curso Superior do Comércio. Estreou-se no teatro, em 1907, com a opereta »O Tira-Teimas«, de colaboração com Ernesto Rodrigues.

Escreveu outras de parceria com Ernesto Rodrigues e João Bastos de 1912 a 1926 e associado a João Bastos de 1926 a 1932, que ficaram muito populares, como »O Conde-Barão«, de 1918. Escreveu ainda para o teatro, em colaboração com Ernesto Rodrigues e André Brun, A Pensão da Pacheca, )1911); com este último e João Bastos, O Arroz de Quinze, (1926); e com Ascensão Barbosa e Abreu e Sousa, O Tavares Rico, (1934); A Bicha de Rabiar e As Meninas Pires, (1936).

Mas publicou também um volume de versos e novelas (Cinzas e Nada, 1923), um ensaio de filosofia política (Aos Meus Irmãos Comunistas, 1949), outro de inspiração teológica (O Homem Condenado a Ser Deus) e uma notável tradução dos Versos Doirados dos Pitagóricos.

O seu nome faz parte da Toponímia de: Lisboa (Freguesia de Marvila, Edital de 31-08-1993, ex-Impassae 4 à Rua Dr. José do Espírito Santo).

Fonte: “Dicionário Cronológico de Autores Portugueses”, (Vol. III, Organizado pelo Instituto da Biblioteca Nacional e do Livro, Publicações Europa América, Coordenação de Eugénio Lisboa, Edição de 1990, Pág. 149)

Fonte: “Quem É Quem, Portugueses Célebres”, (Círculo de Leitores, Coordenação de Leonel de Oliveira, Edição de 2008, Pág. 91).

CesinaCESINA Borges Adães BERMUDES, Médica, natural de Lisboa, nasceu a 20-05-1908 e faleceu a 09-12-2001. Filha de Félix Redondo Adães Bermudes, e de Cândida Bermudes. Terá feito a Instrução Primária em casa. Estudou no Liceu Camões, onde concluiu o 7º ano em 1926.

Médica Obstetra Cesina Adães Bermudes, uma das pioneiras em Portugal pela divulgação e prática do primeiro método de parto sem dor.

Estudou na Faculdade de Medicina de Lisboa, licenciando-se em 1932. No ano seguinte, começou a trabalhar como Interna Geral e como Assistente de Anatomia. Em 1935, passou para o serviço Complementar de Cirurgia e, em 1937, para a Especialidade de Obstetrícia nos Hospitais Civis de Lisboa. Doutorou-se, em 1947, com uma dissertação sobre Os Músculos Radiais Externos Estudados nos Portugueses de Condição Humilde, tendo obtido a classificação de dezanove valores. Contrariamente ao previsível, não tomou posse do lugar de Professora por questões de ordem política, o que a verificar-se a teria colocado na situação de primeira mulher Professora da Faculdade de Medicina. A actividade docente de Cesina Bermudes esteve ligada à leccionação da disciplina de Puericultura em várias escolas industriais. Cesina Bermudes foi membro da Sociedade Anatómica de Portugal e da Sociedade Anatómica Luso-Espanhola-Americana. Fora da área da medicina, onde o nome de Cesina Bermudes está indelevelmente associado à introdução do Parto sem Dor, destacou-se no desporto, na intervençaõ política antisalazarista e foi a primeira Secretária-Geral da Sociedade Teosófica em Portugal, da qual era membro desde 1927.

Foi Assistente de Anatomia do Professor Henrique de Vilhena (1879-1958) na Facudlade de Medicina de Lisboa e, em 1947, concluiu o Doutoramento com 19 valores, sendo a primiera mulher a fazê-lo. No entanto, não pôde tomar posse por ser desafecta ao regime, tendo desenvolvido, na década de 40, intensa actividade política de oposição ao salazarismo.

Assinou, em 1945, as listas do MUD, subscrevendo a constituição no seu seio de uma Comissão de Mulheres.

Envolveu-se, em 1948-1949, na campanha presidencial do General Norton de Matos, sendo uma das dirigentes da respectiva Comissão Eleitoral Feminina em Lisboa. Discursou, em seu nome, em vários comícios.

Juntamente com Ermelinda Cortesão e Luísa de Almeida, marcou presença na Assembleia de Delegados de 07 de Fevereiro, realizada no Centro Republicano António José de Almeida, em que se decidiu pela não ida às urnas daquele.

Presa em 14 de Outubro de 1949, por integrar a Comissão Central do Movimento Nacional Democrático Feminino, recolheu ao Forte de Caxias, de onde foi libertada três meses depois, a 14 de Janeiro de 1950, depois de submetida a três interrogatórios.

Em 1950, esteve envolvida na constituição do Comité Nacional de Defesa da Paz, juntamente com Maria Isabel Aboim Inglês, Maria Lamas e Virgínia Moura.

Aquando da trasladação dos restos mortais do antigo Presidente da República Manuel Teixeira Gomes, em Outubro de 1950, marcou presença no cortejo fúnebre rumo ao cemitério de Portimão com centenas de outros oposicionistas.

O seu nome faz parte da Toponímia de: Lisboa (Freguesia de Carnide, Edital de 24-09-2009, exRuas E e F do Pólo Tecnológico de Lisboa); Odivelas.

Fonte: “silenciosememorias.blogspot.pt” (por João Esteves).

Fonte: “Dicionário de Mulheres Célebres”, (de Américo Lopes de Oliveira, Lello & Irmão Editores, Edição de 1981, Pág. 139).

Anúncios

No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: