“PAIS e FILHOS (à moda antiga); isto é: Pais também engloba Mães, Filhos e Filhas, na Toponímia”.

Maria Isabel Aboim Inglês e Carlos Aboim Inglês (também aparece grafado como Inglez), Mãe de Filho na Toponímia de: Almada, Amadora e Lisboa. Foram dois lutadores pela liberdade.

 

Belém 0002MARIA ISABEL Hahenman Saavedra de ABOIM INGLÊS, Política, nasceu na Rua Nova do Loureiro, em Lisboa, a 07-01-1902, e faleceu na mesma cidade de Lisboa, a 07-03-1963. Era filha de João Saavedra e de Elisa Augusta Hahenman Saavedra. Com um pai de convicções profundamente republicanas e uma mãe de raízes fortemente católicas, Maria Isabel teme a liberdade de escolher a sua convicção religiosa e o seu caminho político.

Aos 14 anos de idade, abandona o catolicismo eprocura nos familares e amigos paternos bases cívicas e políticas.

Mãe de cinco filhos, peranta a doença terminal do marido, decide tirar um Curso na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa aos 36 anos de idade, de forma a garantir o sustento familiar.

Concluido o Curso de Ciências Histórico-Filosóficas em 1938, funda em sua casa o Colégio Fernão de Magalhães, particular, tendo inicialmente apenas os seus cinco filhos e mais duas crianças como alunos.

Será na década de 1940 que a sua actividade política e cívica conhece um grande impulso.

Em 1941, após defender brilhantemente a sua tese de Licenciatura, é convidada pelo Professor Vieira de Almeida para o cargo de Assistente nas cadeiras de Filosofia Antiga e Psicologia.

É demitida em 1945 por razões políticas, quando se inicia uma sérir de perseguições tendo como alvo o seu Colégio e a sua vida familiar.

Em 1946, é presa pela primeira vez pela PIDE, devido à sua ligação com o MUD e sob a acusação de ser «um elemento comunista».

A partir deste momento, Maria Isabel dedica-se ao combate à ditadura e à defesa do papel das mulheres na vida política.

No MUD foi membro da Comissão Central, da Comissão das Mulheres e da Comissão de Solidariedade. Em 1948, o Governo proíbe o MUD, e Isabel Maria foi presa pela segunda vez, juntamente com outros membros da Comissão Central do MUD, sob a acusação de actividade e propaganda subsersivas. Nesse mesmo ano, a direcção da Faculdade de Letras impede-a a concorrer a um cargo de Assistente, com base num relatório fortemente negativo da polícia política.

Pouco depois, no seguimente da campanha de Norton de Matos, o Ministro da Educação Nacional encerra o Colégio Fernão de Magalhães e anula os Diplomas de Isabel Maria Aboim Inglês, impedindo-a assim de poder ensinar.

Abre então um Ateliê de costura, dá explicações e faz traduções para sustento da família.

Além do seu forte envolvimento na Comissão Central da candidatura de Norton de Matos, destaca-se o seu papel na Comissão Central do Movimento Nacional Democrático Feminimo; na candidatura de Ruy Luís Gomes; na Comissão Centralda candidatura de Arlindo Vicente e na candidatura de Humberto Delgado.

Em 1952, é novamente presa, com toda a Comissão Central do Mivimento Nacional Democrático (MNI). No ano seguinte, é convidada a leccionar Filosofia numa Universidade brasileira, mas o regime nega-lhe a emissão do passaporte.

Em 1958, é novamente presa por desrespeito ao Tribunal Plenário, o tribunal político especial do regime. É impedida pelo Governo de se apresentar como candidata da Oposição Democrática nas eleições para a Assembleia Nacional em 1961. Continuava politicamente activa quando, em 1963, morreu de embolia cerebral.

O seu nome faz parte da Toponímia de: Almada (Freguesia da Sobreda); Lisboa (Freguesia de Santa Maria de Belém, Edital de 24-03-1975); Moita (Freguesia de Alhos Vedros).

Fonte: “ A Perseguição aos Professores”, (de Fernando Rosas e Cristina Sizifredo, Editado por Tinta da China, Edição de Setembro de 2013, Pág. 85, 86 e 87)

Carlos de AboimCARLOS Hanhemann Saavedra DE ABOIM INGLÊS. Político, natural de Lisboa, nasceu a 05-01-1930 e faleceu a 12-02-2002. Era filho de Carlos Lopes de Aboim Inglês e de Maria Isabel de Aboim Inglês. Oriundo de uma família de democratas, Aboim Inglez entrou muito novo na luta contra o regime fascista, o que lhe valeu, por junto, dez anos na prisão. Já em democracia, representou o PCP na Assembleia da República e no Parlamento Europeu.

Aboim Inglez tinha apenas 16 anos de idade quando se filiou no PCP, na secção de Alcântara onde vivia, e três anos mais tarde era preso pela primeira vez pela PIDE, em sequência de actividades políticas no meio estudantil. Aluno da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, de onde acabou por ser expulso, dividia o seu tempo entre o curso de Histórico-Filosóficas, e o MUD Juvenil.

Enquanto dirigente académico, foi um dos que mais se bateu pela recriação da Associação Académica da Faculdade de Letras, tendo-a representado como delegado na Comissão Inter-Associações de Lisboa, e entre 1954 e 1956 foi membro da Comissão Nacional da Paz. As suas actividades acabaram por o obrigar a abandonar o curso e antes de entrar na clandestinidade, em 1953, trabalhou ainda como desenhador, empregado de livraria, empregado de escritório e jornalista. Como funcionário do PCP foram-lhe entregues diversas tarefas de responsabilidade, nomeadamente na direcção do Sector Intelectual de Lisboa, no Movimento Juvenil e no Trabalho Unitário. Já estava `há seis anos na clandestinidade quando a PIDE o prendeu pela primeira vez, em 1959, libertando-o apenas oito anos mais tarde, em 1967.

Após o 25 de Abril de 1974, ascendeu a membro efectivo do Comité Central, desempenhando ainda funções na Comissão Central de Controlo e Quadros. Entre 1973 e 1986 participou no Executivo e no Secretariado da DOR de Lisboa, tendo assumido responsabilidades sobre o sector intelectual.

O seu nome faz parte da Toponímia de: Almada (Freguesia da Sobreda); Amadora; Lisboa (Freguesia do Lumiar); Odivelas.

Fonte: “Câmara Municipal de Lisboa – Toponímia de Lisboa”

Fonte: “Jornal Avante”

Anúncios

No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: