Raul Solnado, se fosse vivo, faria hoje 87 anos de idade.

 

No dia em que o grande Actor Raul Solnado faria 87 anos de idade, aqui fica esta pequena lembrança.

 

sintra-0070RAUL Augusto de Almeida SOLNADO, Actor, natural de Lisboa, nasceu a 19-10-1929 e faleceu a 08-08-2009. Era filho de Bernadino da Silva Solnado (natural de Fundada, Vila de Rei) e de Virgínia Augusta de Almeida (natural de Maceira, Fornos de Algodres).

Iniciou a sua carreira como amador na Sociedade Guilherme Cossoul. Em 1952, obteve grande êxito no Maxime, com o espectáculo »O Sol da Meia Noite«, que lhe valeu um enorme aplauso por parte da crítica e do público. A partir de então assumiu-se como artista cómico, revelando-se um dos mais dotados actores da cena teatral portuguesa. Na década de 50, participou em várias operetas, comédias e revistas que o ajudaram a consolidar a sua carreira. Consagrou-se na revista »Bate o Pé« (1961), levada à cena no Teatro Maria Vitória (Parque Mayer), ao interpretar, pela primeira vez, o célebre monólogo »A Guerra de 1908«.

Foi definitivamente catapulcado para a fama, devido à larga difusão que a rádio deu a este trabalho gravado em disco. Seguiram-se inúmeros êxitos de revista que consolidaram o seu estilo cómico, no qual se distinguiu pela forma peculiar de expor o texto, hesitante e pontuada por um vasto leque de expressões faciais. Como empresário teatral, fez construir e dirigiu o teatro Villaret, de 1964 a 1970, tendo promovido alguns dos mais importantes espectáculos dos anos 60. Distinguiu-se recentemente, ao protagonizar a peça »O Avarento«, (1995), de Molière, levado à cena no Teatro da Barraca.

Para além do teatro, participou em diversos filmes, como: »O Noivo das Caldas«, (1956), »Perdeu-se um Marido«, (1956), »As Pupilas do Senhor Reitor«, (1960),  »Dom Roberto«, (1961), e »Balada da Praia dos Cães«, (1987), que lhe deram a oportunidade de explorar a sua faceta dramática.

Trabalhou também em televisão, nomeadamente no grande clássico de entretenimento televisivo em Portugal, Zip-Zip (1969) e noutros programas como »A Visita da Cornélia«, (1977) e »Faz de Conta«, (1986). Colaborou ainda na sitcom, Há Petróleo no Beato e na telenovela A Banqueira do Povo (1991), entre vários outros projectos.

O seu nome faz parte da Toponímia de: Cascais (Freguesias de Cascais e São Domingos de Rana), Montijo (Freguesia de Pegões), Oeiras (Freguesia de Porto Salvo); Peniche; Sines, Sintra (Freguesia de São Pedro de Penaferrim).

Fonte: “Quem É Quem, Portugueses Célebres”, (Círculo de Leitores, Coordenação de Leonel de Oliveira, Edição de 2008, Pág. 495).

Anúncios

No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: