“Ontem, O pobre Cinema Português, ficou, ainda, mais pobre”

 

alberto-seixas-santosALBERTO SEIXAS SANTOS, O Realizador de “Brandos Costumes”, faleceu ontem, natural de Lisboa, onde nasceu a 20-03-1936 e faleceu a 10-12-2016. Cineclubista e crítico de cinematográfico, frequentou o Instituto de Filmologia da Sorbona e a London School of Film Technique e adquiriu experiência prática com Perdigão Queiroga, até que se estreou como realizador de curtas-metragens (1967).

Co-fundador do Centro Português de Cinema (1969) e Director, a partir de 1971, da Escola Piloto de Cinema do Conservatóio Nacional, foi Presidente da Comissão Administrativa do Instituto Português de Cinema e Director de programas da RTP. Participou nos filmes colectivos As Armas e o Povo, 1975, e A Lei da Terra, 1977. Dirigiu as longas-metragens Brandos Costumes, 1975; A Lei da Terra, 1977;  Gestos e Fragmentos, 1982; O Paraíso Perdido, 1995; Mal, 1999; A Rapariga da Mão Morta, 2005; O Tempo Passa, 2011.

Fonte: “Quem É Quem, Portugueses Célebres”, (Círculo de Leitores, Coordenação de Leonel de Oliveira, Edição de 2008, Pág. 469).

Anúncios

No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: