O Escritor António Alçada Baptista, se fosse vivo, faria hoje 90 anos de idade

alcada-baptistaANTÓNIO Alfredo Fonseca ALÇADA BAPTISTA, Escritor e Advogado, nasceu na Covilhã, a 29-01-1927, e faleceu em Lisboa, a 07-12-2008. Fez a Instrução Primária e os Estudos Secundários no Colégio de Jesuítas de Santo Tirso, antes de se licenciar em Direito. Praticou a Advocacia durante alguns anos.

Foi responsável pela Livraria Moraes Editora e, em 1963, fundador da revista “O Tempo e o Modo”, que congregou nomes de outras personalidades portuguesas como Mário Soares e José Cardoso Pires. Entre 1971 e 1974, foi Assessor para a Cultura do Ministro Veiga Simão.

Dirigiu os jornais “O Dia” e “Edição Especial”, colaborou nas publicações “A Capital”, “A Tarde”, “Semanário”, “Jornal do Brasil”, “Homem”, “Máxima” e trabalhou, ainda, na rádio. Ligado ao movimento personalista francês e ao espiritualismo de raiz cristã, que introduziu em Portugal, a sua obra reflete preocupações centradas na relação do Homem com o mundo, na necessidade de transformação deste e ainda nas ligações entre o sagrado e o profano. Tem-se destacado na cooperação cultural com os países de língua portuguesa, dendo membro da Academia Internacional da Cultura Portuguesa e ex-administrador da Fundação Oriente, entre outros cargos ligados a instituições nacionais e internacionais.

Foi condecorado com a Ordem Militar de Cristo pelo Presidente da República Ramalho Eanes, em 1983.

É autor de ensaios, memórias e crónicas, tais como “Documentos Políticos”, de 1970, “Peregrinação Interior I- Reflexões sobre Deus”, de 1971, “O Tempo nas Palavras”, de 1973, “Conversas com Marcelo Caetano”, de 1973, “Peregrinação Interior II- O Anjo da Esperança”, “A Pesca à Linha- Algumas Memórias”, de 1998 e também de ficção, “Os Nós e os Laços”, de 1985, “Catarina ou o Sabor da Maçã”, de 1998, “Tia Suzana, Meu Amor”, de 1989, “O Riso de Deus”, de 1994, e “O Tecido do Outono”, de 1999; A Coro dos Dias (2003).

O seu nome faz parte da Toponímia de: Almada (Freguesia da Charneca de Caparica); Lisboa (Freguesia de São Domingos de Benfica, Edital 33/2014, de 30 de Abril de 2014, arruamento A+C à Rua José Maria Nicolau).

Fonte: “Dicionário do 25 de Abril”; (Verde Fauna, Rubra Flor, de John Andrade, Editora Nova Arrancada, Sociedade Editora, S.A.. 1ª Edição, Setembro de 2002, Pág. 15).

Fonte: “Candidatos da Oposição à Assembleia Nacional do Estado Novo (1945-1973), Um Dicionário” (Mário Matos e Lemos, Coordenação de Luís Reis Torgal, Pág. 114 e 115, Colecção Parlamento, Edição de 2009).

Fonte: “Quem É Quem”, (Portugueses Célebres, Círculo de Leitores, Edição de 2008, Pág. 72).

Anúncios

No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: