No dia em passam 115 anos sobre o nascimento de Fernando Pessa, aqui fica a este grande Jornalista. “E Esta, Hein!”

 

 

Fernando Pessa1FERNANDO Luís de Oliveira PESSA, Jornalista e Locutor de Rádio e Televisão. Nasceu em Aveiro, a 15-04-1902, e faleceu em Lisboa, a 29-04-2002. Era filho de Adriano Luís de Oliveira Pessa, Médico e Militar, natural de Pombal, e de Guilhermina Cândida Pires, natural de Ansião. Frequentou a Universidade de Coimbra. Com o início da I Guerra mundial, pensou tornar-se oficial de Cavalaria e tentou ingressar na Academia Militar, então denominada Escola de Guerra. O seu ingresso na Academia nunca se veria a concretizar. Partiu para o Brasil, onde trabalhou numa companhia de seguros. Em 1934, regressou a Portugal e inscreveu-se  no concurso para admissão de locutores, da Emissora Nacional e Radiodifusão. Inesperadamente, acabou por ser um dos escolhidos e começou a trabalhar na rádio. Cinco anos depois partir para Inglaterra, onde trabalhou vários anos, primeiro na secção brasileira, depois na secção portuguesa da British Broadcasting Corporation (BBC), em Londres. Durante a II Guerra Mundial, continuou como locutor e repórter da BBC. Enquanto esteve emigrado em Inglaterra, Fernando Pessa conheceu Simone-Alice, uma brasileira também ao serviço da BBC, com quem continua casado. Em 1947, regressou a Portugal, e ao contrário do que estava à espera, não regressou á Emissora Nacional. Voltou então a Londres e trabalhou no ramo dos seguros, até 1950. Nesse ano, participou no Plano Marshall, fazendo sonorização de filmes, documentários e programas de rádio, em português. Em 1957, fez a primeira apresentação em directo dos funcionários da Radiotelevisão Portuguesa, que iniciava as suas emissões, a partir da Feira Popular, em Lisboa, actuais instalações da Fundação Calouste Gulbenkian. Manteve-se como colaborador da RTP e, sé em 1976, já com 74 anos, ingressou nos quadros da empresa da qual até hoje é funcionário. O seu trabalho foi sempre marcado pelo humor, mas com um grande sentido crítico também. Actualmente está reformado da sua actividade de jornalista, mas por vezes ainda produz algumas reportagens para o Telejornal.

Quase todos o conhecem pela célebre frase »E esta, hein!«, com que encerrava as suas reportagens acerca de problemas do quotidiano ou factos insólitos com que se deparava, sobretudo na cidade de Lisboa.

O seu nome faz parte da Toponímia de: Amadora; Aveiro; Cascais (Freguesia de São Domingos de Rana); Gondomar (Freguesia de Rio Tinto); Lisboa (Freguesia do Areeiro); Loures (Ifreguesias do Prior Velho e Unhos); Oeiras e Rio Maior.

Fonte: “Quem É Quem Portugueses Célebres, (Círculo de Leitores, Coordenação de Leonel de Oliveira, Edição de 2008, Pág. 416).

Advertisements

No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: