“Um estrangeiro na Toponímia de: Amadora, Coimbra, Faro e Lisboa”

 

Há duas coisas infinitas: o Universo e a tolice dos Homens.

(Albert Einstein)

Albert EinsteinALBERT EINSTEIN, Cientista, nasceu na Alemanha, a 14-03-1879, e faleceu em Princeton (Estados Unidos da América), a 18-04-1955. Físico alemão de origem judaica. Einstein nasceu na Alemanha em uma família judaica não-observante. Seus pais, Hermann Einstein e Pauline Koch, casaram-se em 1876 e se estabeleceram na cidade de Ulm. Hermann tornou-se proprietário de um negócio de penas de colchões.

Quando Einstein tinha um ano, a família mudou-se para Munique. Com três anos de idade, Einstein apresentava dificuldades de fala. Aos seis, aprendeu a tocar violino, instrumento que o acompanharia ao longo da vida.

Aos 18 anos de idade entrou para a Escola Politécnica Federal da Suíça, prepranado-se aí para ser Professor de Física e Matemática. Naturalizou-se suíço em 1901, quando terminou o Curso.

Incapaz de arranjar emprego como Professor, foi trabalhar como Assistente Técnico no Departamento Suíço de Registo de Patentes. Nos tempos livres, além de preparar o Doutoramwnto, conseguido em 1905, foi desenvolvendo alguns dos seus trabalhos notáveis.

Em 1908 foi nomeado Assistente, em Berna. No ano seguinte era já Professor Extraordinário na Universidade de Zurique e, em 1911, passou a ter a seu cargo a Cdeira de Física Teórica na Universidade de Praga, regressando à Suíça no ano seguinte para ocupar um posto idêntico.

Voltou à Alemanha em 1914. Ocupou uma Cátedra na Universidade de Berlim, assumiu a direcção do Kalser Wilhelm Institute e reaquiriu a didadania.

Já era então, uma figura reconhecida internacionalmente no meio científico. Em 1905 apresentara a Teoria da Relatividade Restrita, admitindo a partir desse ano que todas as transformações de energia que se produzem nos átomos têm carácter quântico, dez anos mais tarde a Teoria da Relatividade Generalizada e formulou a equivalência entre a massa e a energia (E=mc2).

O seu prestígio foi crescendo, particularmente no decurso da década de 1920 (a qual iniciou recebendo o Prémio Nobel da Física, em 1921).

Profesiu inúmeras Conferências na Europa, América e Extremo Oriente. Recebeu Dotoramentos “Honoris Causa” de muitas Universidades e foi convidado a fazer parte das principais Academias Científicas do Mundo.

O seu trabalhos valeu-lhe, além do Nobel, numerosos Prémios, com destaque para a Copley Medal da Royal Society de Londres (1925) e a Franklin Medal do Franklin Institute.

Ficou em Berlim até 1933, ano em que renunciou à cidadania alemã por ser Judseu e emigrou para os Estados Unidos da América, onde assumiu as funções de Professor de Física Teórica na Universidade de Princeton. Em 1940 naturalizou-se norte-americano, reformando-se cinco anos depois.

No pós-Guerra, foi figura destacada do World Government Movement. Foi convidado para presidir ao Estado de Israel, mas recusou. Colaborou, todavia, com Chaim Weizmann na criação da Universidade Hebraica de Jerusalém.

Casou duas vezes, primeiro em 1901, com Mileva Maritsch, de quem teve dois filhos. Depois do divórcio, uniu o seu destino, em 1917, ao de uma prima, Elsa Einstein. Enviuvou em 1936 e morreu 19 anos depois, em Princeton.

O seu nome faz parte da Toponímia de: Amadora; Coimbra; Faro; Lisboa (Freguesia de Benfica, Edital de 03-07-2008).

Fonte: “Grande Enciclopédia do Conhecimento” (6º Volume, Círculo de Leitores, Pág. 887)

Fonte: “Câmara Municipal de Lisboa – Toponímia de Lisboa”

 

Anúncios

No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: