Os CTT, com este ou com outros nomes que foram tendo ao longo dos anos, tiveram, para o seu prestígio e engrandecimento, a contribuição de muitas pessoas. São essas pessoas que, dentro da medida do possível, pretendo dar a conhecer.

cavalo-dos-ctt-antigoANTÓNIO MARIA DA SILVA, 5º Director-Geral e 1º Administrador-Geral dos Correios e Telégrafos, exerceu o cargo de 1910 a 1917. Nasceu em Lisboa, a 26 de Maio de 1872, e faleceu na mesma cidade, a 14 de Outubro de 1950. Era filho de António Maria da Silva e de D. Maria da Luz Marques da Silva.

Depois de estudar preparatórios com grande aproveitamento, matriculou-se na Escola do Exército em 1892, e dpois anos depois obtinha o Diploma de Engenheiro de Minas, com a 1ª classificação do seu curso. Entrou para o serviço da sua especialidade como Engenheiro-Aspirante, em 14 de Junho de 1845, indo prestar serviço na Circunscrição Mineira do Norte, donde pouco depois transitou para a do Sul. Em Dezembro de 1901 teve a promoção a Engenheiro Subalterno de 2ª Classe, e em Agosto de 1910 a de 1ª Classe.

Consagrando-se desde muito novo à política, ainda no antigo regime, militou no Partido Regenerador até ao ano de 1905, em que aderiu ao Partido Republicano Português, entregando-se desde então à propaganda dos seus novos ideais.

Com o advento da República, o prestígio resultante da anterior acção revolucionária do Sr. António Maria da Silva, aliado à sua muita inteligência e especial disposição para a vida política, colocaram-no na primeira linha das figuras de destaque do novo regime.

Eleito por aclamação para as Constituintes, pelo Círculo de Silves, em 1911, daí em diante, exceptuando a curta Legislatura de 1918, não mais deixou de representar a Câmara dos Deputados o Círculo Oriental de Lisboa; e quando, extremados os campos políticos da República, se organizou o primeiro Mibnistério partidário, sob a Presidência do Dr. Afonso Costa, nele entrou como representante do grupo de Deputados independentes que então acaudilhava no Parlamento, incumbindo-se da pasta do Fomento até à queda do Gabinete, em 09 de Fevereiro de 1914.

Já filiado no Partido Democrático, voltou a gerir a mesma pasta, no Gabinete organizado pelo Dr. Afonso Costa em 29 de Novembro de 1915. A 15 de Março do ano seguinte cedia este Governo o lugar ao Ministério chamado da União Sagrada, constotuindo após a declaração de guerra da Alemanha, no qualo Engenheiro António Maria da Silva sobraçou a pasta do Trabalho, recém-criada. O Gabinete abandonou o poder em 25 de Abril de 1917.

Numa reconstituição do Governo da Presidência do General Sá Cardoso, em 03 de Janeiro de 1920, encarregou-se da pasta das Finanças, substituindo o Sr. Rego Chaves; pouco tempo, porém, ocupou esta situação, porque, dias depois, o Ministério demitia-se. De 26 de Junho a 19 de Julho de 1920 presidiu a um efémero Ministério de 24 dias.

Voltou a encarregar-se da pasta das Finanças no Gabinete da Presidência do Dr. Bernardino Machado, de 02 de Março a 23 de Maio de 1921.

Presidente do Ministério e Ministro do Interior em 06 de Fevereiro de 1922, demite-se, para voltar a organziar um Ministério, que se não sustenta mais de 8 dias; de 30 de Novembro a 07 de Dezembro do mesmo ano.

Novamente encarregado de formar Gabinete, governou de 07 de Dezembro de 1922 a 14 de Novembro de 1923, como Presidente, Ministro do Interior, e interino da Guerra, nos dois últimos meses. No Ministéio a que presidiu de 01 de Julho a 01 de Agosto de 1925, sobraçou também a pasta da Guerra.

Novamente Presidente do Ministério e Ministro do Interior, em 17 de Dezembro de 1925, abandonou o poder em 30 de Maio de 1926, em consequência do triunfo da revolução, que implantou a ditadura.

O Engenheiro António Maria da Silva pertenceu à Junta Consultiva do Partido Republicano Português e foi membro do Directório do mesmo Partido desde 1917.

Colaborou no livro Notas de Portugal, destinado à Exposição do Rio de Janeiro de 1908, com a memória Nascentes thermo-mineares de Portugal.

Pouco tempo após a proclamação da República, a 06 de Dezembro de 1920, depois de uma curta passagem pela Direcção-Geral de Estatística e Próprios Nacionais, primeiro cargo que ocupou no novo regime, foi nomeado Director-Geral dos Correios e Telégrafos.

O interesse que desde logo votou ao desempenho das novas funções, traduziu-se na Organização dos Serviços de Correios, Telégrafos, Telefones e Fiscalização das Indústrias Eléctricas, decretada em 24 de Maio de 1911. Criando uma Administração-Geral sob  aautoridade directa do Ministro, este notável diploma, elaborado sob a base de autonomia administrativa dos serviços, alterou profundamente o molde das organziações anteriores e permitiu um grande desenvolvimento da técnica postal e telegráfica; instituiu a Caixa Económica Postal, os Transportes Terrestres e Marítimos na cidade e Porto de Lisboa, o Laboratório Electrónico, criou as Secretarias de Serviço de Encomendas Postais em Lisboa e no Porto, modificou ensino profissional, melhorou a situação dos funcionários, etc. Por este mesmo diploma foi o Engenheiro António Maria da Silva elevado consequentemente à categoria de Administrador-Geral.

Para execução desta organização se publicaram sucessivamente diversos regulamentos: Da Contabilidade e Tesouraria (Decreto de 26 de Junho de 1911); Serviço de Encomendas Postais Nacionais e Estrangeiras (Decreto de 22 de Agosto de 1911); Serviço da Caixa Económica Postal (Decreto de 15 de Dezembro de 1911); Escola de Correios e Telégrafos (Decreto de 13 de Janeiro de 1912); Promoções (Decreto de 09 de Novembro de 1912); Das concessões de licença para o estabelecimento e exploração de instalações eléctricas (Decreto de 30 de Novembro de 1912); Do serviço de permutação de fundos (Decreto de 16 de Novembro de 1912); Da segurança para a montagem de instalações eléctricas com correntes fortes (Decreto de 23 de Junho de 1913).

Afastado do serviço pelo Governo do General Pimenta de Castro, em 01 de Março de 1915, a fim de ser sindicado, foi substituído primeiramente pelo Director de Serviços João Maria Pinheiro da Silva, e depois, quando este se aposentou, pelo Capitão de Engenharia Henrique Jacinto Ferreira de Carvalho.

Ainda  neste ano de 1915 se publicou o novo regulamento de permutação de fundos entre a Metrópole e as Províncias Ultramarinas portuguesas e se criou a Divisão de Material e Biblioteca. Satisfazendo as sucessivas reclamações do pessoal, por decreto de 02 de Abril de 1917 sofreram modificações as designações de algumas categorias.

A 01 de Setembro de 1917 rebentou em Lisboa a primeira greve Telégrafo-Postal, que rapidamente alastrou pelo País fora, o que levou o Governo a mobilizar os serviços e a incorporá-los no Ministério da Guerra, onde se conservaram até à revolução triunfante de 05 de Dezembro daquele ano. Um dos primeiros actos da Junta Directiva do Movimento Revolucionário, logo no dia 08, foi a demissão do Engenheiro António Maria da Silva e a sua substituição pelo Capitão de Engenharia Tamagnini Barbosa, nomeado a 10 e exonerado a 11.

Era condecorado com a Grã-Cruz da Torre e Espada, cujas insígnias lhe foram impostas pelo Presidente da República Dr. António José de Almeida, numa sessão solene realziada no Teatro de São Carlos, em 04 de Outubro de 1923. Possuía ainda as condecorações seguintes: Grã-Cruz da Ordem do Império Britânico, com direito ao tratamento de Sir; Grão-Cruz da Ordem de Isabel, a Católica, de Espanha; Grã-Cruz da Ordem da Estrela Polar, da Suécia; Grã-Cruz da Ordem da Coroa, de Itália; Grã-Cruz da Ordem da Espiga de Ouro, ds China; Medalha do Quinquagenário da União Postal, da Suécia; Medalha da Cruz Vermelha Portuguesa.

Fonte: “Dos Correios-Mores do Reino aos Administradores Gerais dos Correios e Telégrafos”, (De Godofredo Ferreira, 2ª Edição, revista e aumentada, Lisboa, 1963)

Fonte: “Velhos Papéis do Correio”, (de Godofredo Ferreira, Editado pelos CTT, Edição de 1949)

Anúncios

No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: