No dia em passam 100 anos sobre a morte de Hermenegildo Capelo, aqui ficam alguns traços biográficos.

 

Rua CapeloHERMENEGILDO Carlos de Brito CAPELO, Militar, nasceu em Palmela, a 04-02-1841, e faleceu em Lisboa, a 04-05-1917. Assentou praça na Marinha em 1855, tendo embarcado na corveta Estefânia, envolvida no transporte de tropas para a campanha militar em Angola. Efectuou várias viagens deste tipo e, em 1871, combateu no ataque a Caconga, em território guineense, distinguiu-se pelo seu valor e disciplina.

Com Serpa Pinto e Roberto Ivens realizou, entre 1877 e 1880, as expedições científicas a África que o tornaram célebre e que tinham como propósito o estudo dos territórios entre Angola e Moçambique. A meio do empreendimento, um desentendimento entre Hermenegildo Capelo e Serpa Pinto levou à sua separação, seguindo este último para uma viagem à contracosta, enquanto o primeiro prosseguia os seus objectivos. A expedição foi relatada no livro “De Benguela às Terras de Laca”.

Face à necessidade de criação de um atlas geral das colónias portuguesas e de estabelecimento de ligações comerciais entre Angola e Moçambique, Capelo e Ivens regressaram a África em 1884. A expedição iniciou-se em Moçâmedes (Angola) e terminou sete meses e 4 500 Km depois em Quelimane (Moçambique). O livro de “Angola à Contracosta” revela os aconcecimentos ocorridos ao longo do trajecto, no qual morreram 68 dos 124 homens que o iniciaram.

Foi ainda publicado, em 1889, de parceria com Roberto Ivens, “Quelques Notes Sur L’Établissement et les Travaux des Portugais au Monomotapa” em apoio às pretenções portuguesas no Niassa e na África Central.

Em 1902, foi promovido a Contra-Almirante e a Vice-Almirante em 1906. Ajudante-de-Campo de Dom Luís, Dom Carlos e Dom Manuel II, terminou a sua carreira militar quando este último monarca se exilou.

O seu nome faz parte da Toponímia de: Cascais (Freguesia da Parede); Leiria; Lisboa (Freguesia de Santa Maria Maior, ex-Freguesia dos Mártires); Palmela (Freguesias de Águas de Moura, Palmela e Pinhal Novo); Seixal (Freguesia de Fernão Ferro); Setúbal), Sintra (Cidade de Agualva-Cacém).

Fonte: “Dicionário Cronológico de Autores Portugueses”, (Vol. II, Publicações Europa América)

Fonte: “Quem É Quem”, (Portugueses Célebres, Círculo de Leitores, Edição de 2008, Pág. 122).

Anúncios

No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: