A Música, em geral, e particularmente o Fado de Coimbra, estão mais pobres, faleceu ontem, o Violista Durval Moreirinhas.

Durval MoreirinhasDURVAL Araújo Cerqueira MOREIRINHAS, Músico, nasceu em Celorico de Basto e faleceu em Lisboa. Violista. Em 1947 a família fixou-se em Coimbra, onde aprendeu a tocar Viola e Cvaquinho com o seu pai (Militar e Músico Amador), e entrou para a Tuna Académica da Universidade de Coimbra ainda antes de se tornar estudante universitário.

Na década de 50, frequentou o Curso de Ciências Geológicas na Faculdade de Ciências da Universidade de Coimbra (que não chegou a finalizar), passando a actuar com frequência no Gripo de Fados do Orfeão Académico de Coimbra, enquanto acompanhador de Jorge Tuna (Guitarrista que desenvolveu interesse pelo Fado de Coimbra com o pai de Durval Moreirinhas e que neste período era também Cantos do Orfeão Académico de Coimbra).

Ainda no omício da mesma década, formou um Grupo de Guitarras com Jorge Tuna, que integrava igualmente José Tito Mackay (Viola); Américo Silva (Guitarra) e Júlio Ribeiro (Guitarra). Mais tarde, já com Jorge Godinho como segundo Guitarra, este Grupo atingiu maior notoriedade.

Com a transferência de Jorge Tuna para Lisboa, passou a actuar com os irmãos Eduardo e Ernesto Melo.

Após ter também fixado residência na Capital por motivos profissionais, em 1966, voltou a tocar com Jorge Tuna, tendo acompanhado quase todo o percurso musical deste Guitarrista e tendo com ele gravado mais de 40 Guitarradas (a grande  maioria da autoria de Jorge Tuna).

Durval Moreirinhas, integrou igualmente Grupos com António Andias e Octávio Sérgio e, graças ao destaque que foi obtendo enquanto Violista, fez parte de formações de acompanhamento de várias gerações de Cantores e Guitarristas de Coimbra, como: Almeida Santos; António Bernardino; António Menano; João Alvarez; João Bagão; Ricardo Rocha; Subtil Roque, entre outros, tendo ainda participado na gravação de inúmeros fonogramas, com: Adriano Correia de Oliveira; Fernando Machado Soares; Janita Salomé; Jorge Tuna; José Afonso; Luiz Goes, entre outros.

Desde meados de 1980 integrou o Grupo de Fados e Guitarradas Porta Férrea. A partir de 1998 passou a acompanhar o Guitarrista João Alvarez e, novamente, Jorge Tuna.

Com as diversas formações a que pertenceu, ao longo da sua carreira actuou em todo o território Português, mas também em países como Argentina; Brasil; Canadá; Estados Unidos da América; Hong Kong; Japão; Macau; Uruguai e em vários países Africanos e da Europa Ocidental.

Apesar de ter desenvolvido sobretudo a actividade musical de Viloista, e denotamdo uma tendência comum a vários Violistas da Canção de Coimbra, foi igualmente autor de alguns Fados e Baladas, apesar de nunca ter aprofundado a faceta de Compositor.

Fonte: “Enciclopédia da Música em Portugal no Século XX”, (Direcção de Salwa Castelo-Branco, 3º Volume, Editado por Círculo de Leitores, Temas e Debates, 1ª Edição de Abril de 2010, Pág. 815 e 816)

Anúncios

No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: