“A Mu(dança) das Placas Toponímias”

 Sabia que a Rua Conceição da Glória já foi designada por Rua Francisco Ferrer?

SD Benfica 0137Francesc Ferrer y Guàrdia, nasceu em Alella (Espanha) e faleceu em Montjuich (Espanha). Foi o fundador da Escola Moderna (em 1901), com uma metodologia baseada na cooperação e no respeito mútuo, para crianças de ambos os sexos a fim de desfrutarem de uma situação de igualdade desde cedo, e sem repressão, submissão e obediência, tal como foi o fundador da Liga Internacional para a Educação Racional da Infância.

Quando em 1909 esteve em Portugal, Francisco Ferrer visitou a Escola-Oficina nº 1, no Largo da Graça, que seguia a pedagogia por ele defendida, mas foi prontamente conduzido pela polícia ao Governo Civil para ser reconduzido para Espanha, onde foi preso a 1 de Setembro de 1909, acusado de ter sido o instigador da Semana Trágica de Barcelona e fuzilado em 13 de outubro de 1909, o que despoletou manifestações por toda a Europa e no Brasil a deplorarem o sucedido, incluindo o próprio Papa.

Em Lisboa, uma multidão nas ruas gritou contra «a Espanha Negra e o governo de Maura» e encaminhou-se para a legação espanhola sendo dispersada pelas forças da autoridade e continuado o  protesto no Rossio. É neste contexto que oito dias depois da morte de Francisco Ferrer, na reunião de Câmara de 21 de outubro de 1909, é dado conta que a Comissão paroquial republicana do Campo Grande propunha a substituição da Avenida do Parque por Avenida Francisco Ferrer, a junta paroquial da Ajuda e diversos munícipes também pediam o nome do pedagogo para uma rua da capital (tal como 8 dias depois também sucede com a junta da paróquia da Encarnação) e, o presidente da edilidade, Braamcamp Freire, apresentou um voto de pesar e uma proposta para lhe dar nome de rua em Lisboa, aprovada por unanimidade, tendo o vereador Agostinho Fortes sido incumbido de designar a via pública para o efeito. Contudo, o Governo Civil de Lisboa anulou o efeito prático dessa deliberação e, só após a implantação da República, o executivo lisboeta, na sua reunião de 4 de setembro de 1913, voltou a dar o nome de Francisco Ferrer, desta feita à antiga Rua da Conceição da Glória, embora não se encontre o Edital que o fixou na toponímia lisboeta, de que resulta que em 2011 fique finalmente na toponímia alfacinha.

Fonte: “Câmara Municipal de Lisboa – Toponímia de Lisboa”

Anúncios

No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: