Pedro Osório, Músico de tantos talentos, se fosse vivo, faria hoje 78 anos de idade.

O nome de Pedro Osório, faz parte da Toponímia de Portimão.

 

Pedro OsórioPEDRO Correia Vaz OSÓRIO, Maestro e Compositor, nasceu no Porto, a 17-07-1939, e faleceu no Hospital de São Francisco Xavier, em Lisboa, a 05-01-2012. Compositor, Orquestrador, Arranjador, Director de Orquestra e Pianista.

Contribuiu de forma decisiva para o desenvolvimento da música ligeira em Portugal desde finais da década de 1960. Na sua actividade acompanhou as mudanças estilísticas da música ligeira internacional, incorporando elementos de contemporaneidade face às exigências da produção musical.

Tocou Piano desde a infância como autodidacta, iniciando a sua aprendizagem formal durante a década de 1950, primeiro a título particular e depois com Berta Alves de Sousa no Conservatório de Música do Porto, Curso que não viria a concluir, mas que foi essencial para o percurso musical que desenvolveu.

Dedicou-se à música ligeira num período em que os conjuntos musicais protagonizavam a animação de bailes e festas de estudantes. Foi do contacto com outros músicos amadores adeptos do Jazz, especialmente Freitas Morna (guitarrista) e Vasco Henriques (pianista), que adquiriu os primeiros conhecimentos de harmonia e de improvisação, fundamentais no processo de experimentação inerente à actividade musical a que se dedicou.

Em 1958 formou o Conjunto 3=6 (piano, guitarra eléctrica e bateria), que, por ocasião duma actuação na Emissora Nacional do Porto, e integração de um contrabaixista no seu quarteto, mudou a dxesignação para Conjunto Pedro Osório. Esta formação interpretava êxitos da música ligeira internacional (predominantemente italiana e francesa), a par de versões do repertório popular português e fados adaptados aos novos estilos rítmicos da música de dança anglo-americana, repertório incluído em vários fonogramas da editora Arnaldo Trindade.

Após cumprir o serviço militar em Angola (1963-1965), iniciou os estudos na Faculdade de Engenharia do Porto. Em 1967, a convite de Jean Saheb Sarbib, integrou como organista o Quinteto Académico, fixando-se em Lisboa, onde se matriculou no Instituto Superior Técnico. No final desse ano abandonou o Quinteto Académico e formou com J. S. Sarbid (baixo eleéctrico) e Vilas-Boas (bateria) o conjunto Trio Barroco, visando a constituição de um repertório de canções originais em português. No entanto, os constrangimentos do mercado musical determinaram a manutenção do repertório de versões de êxitos internacionais e a actuação em boîtes no Algarve.

No mesmo ano (1967), em parceria com José Alberto Diogo (autor de letras para o Quinteto Académico e Sheiks), compôs a sua primeira canção Verão (interpretada por Carlos Mendes; orquesttração de Thilo Krasmann), com a qual venceu o Festival RTP da Canção, de 1968.

Paralelamente, integrou grupos acompanhadores de vários cantores (Tony de Matos, António Calvário, Artur Garcia, Simone de Oliveira, Tonicha,Paco Bandeira, Rui Mingas, Carlos do Carmo, entre outros), colaborando ainda em fonogramas de Pedro Barroso, Sérgio Godinho, Júlio Pereira, Luís Cília, entre outros.

Compositor e Director Musical em programas de televisão (Curto Circuito, 1971, No Tempo em Que Você Nasceu, 1973-1975, Venha Tomar Café Connosco, 1982, etc) e peças de teatro, é de realçar ainda a sua colaboração, desde 1972, em revistas do Teatro ABC (Dura lex, sed lex e É o fim da macadada). Desde período são de refeir as composições Vamos Cantar de Pé e Maria Vida Fria.

Das colaborações com Fernando Tordo e Ary dos Santos destacam-se a orquestração da canção Tourada, que venceu a edição de 1973, do Festival RTP da Canção.

Na sequência destas colaborações, e já após o 25 de Abril de 1974, é ainda de salientar a composição de Portugal Ressuscitado, canção gravada no 1º de Maio do mesmo ano. Em 1974 formou com Carlos Alberto Moniz, Maria do Amparo, Alfredo Vieira de Sousa e Madalena Leal o grupo Outubro (1975-1979), onde cantou e tocou viola, flauta e acordeão. O grupo, de carácter voluntário, correspondeu às mudanças sociais e políticas do período posterior à revolução de 1974; apresentava um repertório enformado pelo teor político que reflectia a função social interventiva da expressão próxima dos estilos da emergente música popular portuguesa. Com Samuel e Carlos Alberto Monis viria a formar o grupo SARL (1979-1982), com o qual editou três fonogramas e participou no Festival RTP da Canção.

Participou, como Actor, nas comédias musicais Os Macacões (1977) e O Caso da Mãozinha Misteriosa (1978), de Augusto Sobral e Ary dos Santos, com música de Fernando Tordo e Paulo de Carvalho.

Em 1982, recebeu o prémio da crítica pela composição da música para a peça de teatro Baal (de Brecht). Ainda na década de 1970, compôs a música dos filmes Malteses, Burgueses e…às Vezes, (Artur Semedo, 1973) e A Santa Aliança, (Eduardo Geada, 1977), fazendo os arranjos para a banda sonora de Kilas, o Mau da Fita, (José Fonseca e Costa, 1980).

Desde 1988 Director Musical dos espectáculos musicais dos Casinos do Estoril e da Póvoa, dos quais se destacam algumas das maiores produções musicais dos últimos anos em Portugal, tais como: As Canções do Século (1993), Quatro Caminhos (1998), Novas Descobertas, Pópera (1999) e Vim para o Fado e Fiquei (2000).

Desde 2003 até Janeiro de 2011 foi membro da Administração da Sociedade Portuguesa de Autores.

Recebeu a Medalha de Ouro do Concelho de Oeiras e a Medalha de Mérito da Sociedade Portuguesa de Autores, Medalha de Mérito Cultura, em Fevereiro de 2011, pela Ministra da Cultura Gabriela Canavilhas

Em 1994 foi agraciado com o grau de Comendador da Ordem do Infante D. Henrique, e em 25 de Abril de 2011 foi-lhe conferida, pelo Presidente da República, a Comenda da Ordem da Liberdade.

O seu nome faz parte da Toponímia de: Portimão.

Fonte: “Enciclopédia da Música em Portugal no Século XX” (Direcção de Salwa Castelo-Branco, 3º Volume, L-P, Pág. 954, 955 e 956, Temas e Debates, Círculo de Leitores)

Anúncios

No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: