“Reinaldo Ferreira, o famoso “Repóter X”, faz hoje 120 que nasceu”

 

 

Reinaldo FerreiraREINALDO FERREIRA, Jornalista, Escritor e Cineasta, natural de Lisboa, nasceu a 10-08-1897 e faleceu a 04-10-1935. Jornalista, novelista e realizador de cinema. Aos 17 anos de idade entrou para o jornal “A Capital”, onde criou a primeira secção de cinema da imprensa portuguesa. Atingiu tal êxito que rapidamente se dedicou à grande reportagem, tornando-se no famoso “Repórter X”. Expatriado, vive e trabalha em França, na Bélgica e em Espanha, aí continuou a sua actividade em vários jornais, dedicando-se também à realização de filmes. Simboliza o grande repórter pela ousadia dos seus trabalhos e pelo estilo, simultaneamente meticuloso e autobiográfico, crente de que o primeiro protagonista da notícia é sempre quem a escreve. No “X” toda a gente acreditava. Jornalista desde os 12 anos, fundou três jornais, cujos títulos eram variações do seu pseudónimo. A maior figura da imprensa nos anos 20, Reinaldo Ferreira chegou à glória com as investigações do Caso Angola e Metrópole ou com a viagem á “Rússia dos Sovietes”, trabalhando para a ABC. A sua versão do 28 de Maio condenou-o, no entanto, ao ostracismo. Fotógrafo experimentado, realizou três filmes, sendo dois destes clássicos do cinema português: “O Groom do Ritz e “O Táxi 1297”. Como escritor, o seu maior sucesso foi “O Homem que mudou de cor” (1935). Sobre o uso da morfina, prática corrente na sua vida, publicou um livro de memórias.

Outras obras: Homens do Dia e Mulheres da Noite, (1926); Cinco Mil Francos por Mês, (1926); Amor sem Amor, (novelas, 1929); Memórias Extraordinárias do Major Calafaia, (1945); Memórias de Um Ex-Morfinómano, (1956).

O seu nome faz parte da Toponímia de: Lisboa (Freguesia de São João de Brito, Edital de 13-12-1963, era um troço da Estrada da Portela); Seixal (Freguesia de Corroios).

Fonte: “Dicionário Cronológico de Autores Portugueses”, (Vol. III, Publicações Europa América)

Fonte: “Grande Enciclopédia Portuguesa e Brasileira” (Volume 11, Pág. 179 e 180)

Fonte: “Quem É Quem, Portugueses Célebres”, (Círculo de Leitores, Coordenação de Leonel de Oliveira, Edição de 2008, Pág. 217).

Anúncios

No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: