Cassiano Branco, Arquitecto Modernista Português, autor de obras como: o Edén Teatro (Lisboa); o Hotel Vitória (Lisboa), o Portugal dos Pequeninos (Coimbra), ou o Coliseu do Porto), entre muitas outras. Deixamos aqui esta homenagem no dia em passam 120 anos sobre o seu nascimento.

 

 

Cassiano BrancoCASSIANO Viriato BRANCO, Arquitecto, natural de Lisboa, nasceu a 13-08-1897 e faleceu a 24-04-1970. Era filho de Maria de Assumpção Viriato e de Cassiano José Branco, um pequeno industrial de Alcácer do Sal. Frequentou a Escola Primária que existia entre a Calçada da Glória e as Escadinhs do Duque, onde conheceu um futuro Engenheiro e colaborador de muitas obras, Ávila Amaral. Estudou na Escola Superior de Belas-Artes de Lisboa (ESBAL), onde se diplomou em 1932.

Arquitecto importante no contexto do modernismo elaborou numerosos projectos para edifícios de habitação em Lisboa. Insurgiu-se contra a arquitectura tradicionalista do Estado Novo, se bem que ele próprio, em determinadas circunstâncias, tenha projectado de acordo com o estilo oficial (português suave ou Dom João V) tal como aconteceu no projecto do arranha-céus da Praça de Londres. Contudo, neste edifício, as varandas são demasiado largas e protuberantes e as chaminés desproporcionadas em relação à escala do edifício, o que denota um tom subversivo e uma sátira à arquitectura do Estado Novo.

Contam-se entre os seus projectos: “Café Cristal” (Lisboa, 1940-1941), “Ourivesaria Sarmento” (Lisboa, 1951), “Café Londres” (Lisboa, 1951), “Éden Teatro” (Lisboa, hoje alterado para edifício de escritórios), “Hotel Vitória” (Lisboa, 1934), “Portugal dos Pequeninos” (Coimbra, 1937-1944), “Hotel do Luso” (1938), “Coliseu do Porto” (1939), com Júlio José de Brito e Mário Augusto Ferreira de Abreu, “acessos à secção colonial da Exposição do Mundo Português” (Lisboa, 1940), “Cinema Império” (Lisboa, 1948), transformado durante a construção e hoje completamente alterado, “Proposta para uma ponte sobre o Tejo” (1958), “Plano e urbanização para a Costa da Caparica” (1930), “Plano de urbanização da Cidade do Filme” (Cascais 1930), e “Plano de urbanização da Cidadela de Cascais” (1933).

Em 1958, apoiou a candidatura do General Humberto Delgado à Presidência da República, tendo então sido detido pela PIDE.

O seu nome faz parte da Toponímia de: Lisboa (Freguesia de Marvila, Edital de 10-08-1978); Maia; Porto; Sesimbra (Freguesia da Quinta do Conde).

Fonte: “Quem É Quem, Portugueses Célebres”, (Círculo de Leitores, Coordenação de Leonel de Oliveira, Edição de 2008, Pág. 102).

Anúncios

No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: